Arquivos de tags: barriga sarada

Dicas para ter uma barriga seca

13 mai

Muitas pessoas gostariam de ter uma barriga zerada, com músculos aparentes mas nem todo mundo sabe como chegar lá. Conheça as mudanças que você deve fazer na sua dieta para alcançar o abdômen dos seus sonhos.

Saiba que o mundo mau: você pode fazer centenas de abdominais, colocar a carga máxima, malhar o quanto for, se você não cuidar da dieta, seus gominhos não terão nenhuma chance de aparecer.

Então, para não desperdiçar seu tempo na academia, aproveite as dicas a seguir:

1. Não abuse do sal

Sal não engorda mas retém líquidos. Você não ficará gordo, apenas inchado. No espelho, as duas coisas se parecem. Então cuidado com o sal na comida e com todo o sódio escondido em conservantes, molhos e congelados.

2. Evite carboidratos processados

Carboidratos simples levam a um pico de insulina no sangue. Se estes estímulos forem  frequentes, seu organismo acaba ficando resistente à insulina, o que causa ganho de peso e fome constante. Em casos mais graves, levam à diabete tipo 2.

Isso não significa que você deve ficar longe de carboidratos. Basta melhorar suas escolhas. Opte por versões integrais, batata doce ou baroa, quinoa. Se der uma vontade suprema de um carboidrato mais junk, ingira depois do treino, quando seu organismo estará precisando de energia e, portanto, mais receptivo a eles.

3. Escolha bem seus laticínios

Você não precisa eliminar os laticínios da dieta (ufa!). De acordo com um estudo publicado no International Journal of Obesity, laticínios com pouca gordura e  mais proteína aceleram a queima de gordura abdominal. O estudo acompanhou a perda de gordura e a de massa magra em dois grupos que comeram exatamente a mesma quantidade de calorias. A única diferença era que um grupo ingeriu iogurte e o outro não. Os pesquisadores perceberam uma perda maior de gordura e menor de massa magra no grupo que comeu iogurte.

4. Dose a sua ingestão de fibras

Fibras são fundamentais para uma dieta saudável, sacia e controla a fome.

No entanto, muita fibra pode inchar e causar desconforto abdominal, dando a impressão que você tem uma barriguinha nem um pouco estética. O recomendado é ingerir 38g de fibras (homens até 50 anos), 30g (homens após 50). Mulheres devem ingerir 25g (até 50 anos) e 21g (após os 50)

5. Fique de olho nas calorias

Além de tudo descrito acima, é fundamental observar a quantidade de calorias que você ingere diariamente. Não adianta “se matar” na academia e repor tudo comendo. Diminuir demais o consumo também não é eficiente. O organismo se protege de dietas restritivas demais e deixa seu metabolismo lento, impedindo que você alcance seus objetivos.

Sugiro a leitura do post http://emboaforma.net/2008/12/03/descubra-quantas-calorias-voce-precisa-consumir-por-dia/ para te ajudar nos cálculos de quantas calorias/dia você deve ingerir.

Abraços e sucesso!

About these ads

Saiba como ter uma barriga reta

4 mai

Queimar a gordura abdominal é um grande desafio para a maioria das pessoas. Além de fazer mal à saúde, a barriga saliente detona a auto-estima de qualquer um. Seguindo as dicas a seguir, você conquistará a barriga que sempre quis. Animado? Então, vamos lá:

1.    Tenha um plano
Abaixo você encontrará muitas dicas de como perder a barriga. Escolha 10 delas e estabeleça um prazo para monitoramento (sugiro monitoramento semanal, durante 3 semanas). A cada semana, tire as medidas da cintura e reveja se está realmente seguindo todas as dicas que você escolheu. Se não tiver se adaptado a alguma delas, troque por outra da lista abaixo e siga em frente. Em 3 semanas, você já terá resultados visíveis (e incríveis!)

2.    Leve uma garrafinha d’água a todos os lugares
A água revigora, sacia e mata a sede, impedindo que você fique sedento por um suco cheio de açúcar ou, pior ainda, por um refrigerante. Além disso, a água participa de todas as reações metabólicas e facilita a digestão. É uma dica simples, capaz de provocar grandes mudanças.

3.    Coloque cor no seu prato
Verduras, frutas e legumes dão cor ao prato e fazem muito bem à saúde. Pratos muito pálidos revelam excesso de carboidratos (arroz, batata, massa, pães) que, em não-atletas, se transformarão em gordura abdominal. Fuja disso.

4.    Evite fast food
Fast food é uma opção prática, mas de péssima qualidade. É rica em gorduras, pobre em fibras e em vitaminas, e são um estímulo ao exagero. Se o desejo for muito grande, combine o sanduíche com uma salada e dispense os molhos calóricos. A combinação sanduíche + batata frita + refrigerante é nutricionalmente ruim, rica em calorias e exagerada.

5.    Elimine refrigerantes
Um copo de refrigerante tem mais calorias que uma banana grande, não mata a fome e não tem nenhum nutriente. Substitua estas calorias por algo melhor para o seu corpo e sua saúde.

6.    Faça exercícios
Aeróbicos, anaeróbicos, com carga ou sem carga. Exercícios colaboram para a queima da gordura abdominal.

7.    Não passe fome
Vontade dá e passa, fome não. Fazer dieta não é passar fome, é escolher bem os alimentos e evitar as calorias vazias (as que são ricas em gordua e zeradas de nutrientes)

8.    Atingir uma área específica é impossível
Este é um fato científico e biológico: não existe fórmula e nem exercício que queime apenas uma área específica do corpo. Você não conseguirá atacar só a barriga. Seu corpo queimará gordura de forma geral, respeitando as particularidades genéticas.

9.    Beba um copo d’água minutos antes de comer
Sede e fome podem se confundir. Esta estratégia faz com que você não coma além do que a sua fome pede.

10. Ignore a balança
As mulheres têm oscilações de peso causadas pelo ciclo/flutuações hormonais. Músculos pesam mais que gordura. Aí já se tem dois motivos para ignorar a balança. Foque nas suas medidas e no caimento das roupas. Se não conseguir evitar, suba na balança apenas 1x por semana ou a cada 2 semanas.

E aí, se animou? Não deixe o inverno abater você.

Barriga 0% de Gordura

12 out

Desvende os mitos e abuse das dicas que deixarão a sua barriga sarada para o próximo verão.

Mito 1: Abdominais acabam com a gordura
Você pode fazer 1 milhão de abdominais por dia – o que não é recomendado – que seu abdômen não vai diminuir. Uma boa dieta é responsável por 90% do seu resultado. Ela vai fazer sumir a gordura que esconde seus músculos. Os 10% restantes dependem de um treino de força bem elaborado.

Mito 2: Abdominais devem ser feitos todos os dias e em grande quantidade.
Assim como quaisquer outros músculos, os abdominais precisam de descanso. Treine em dias intercalados, com carga e poucas repetições.

Mito 3: Sua barriga é a culpa da genética
Mesmo tendo a pior genética do mundo, você pode ter uma barriga sarada. Para isso, faça boas escolhas alimentares e tenha um bom treino de musculação, elaborado por um profissional.

Agora vamos às dicas:

Dica 1: Coma a cada 3 horas e faça entre 5-7 pequenas refeições diariamente.
N
ão existe nada melhor para acelerar o metabolismo.

Dica 2: Não espere ficar morrendo de fome para comer.
Quando você está com muita fome, acaba ficando menos seletivo e avança em tudo e qualquer coisa que aparecer na frente. Geralmente, é uma massa cheia de queijo, o salgado apressado ou um hambúrguer no fast food. Afaste-se deste mal!

Dica 3: Tome café da manhã.
Esta refeição é a mais importante. Ela acorda o metabolismo e o mantém em bom funcionamento o dia todo.

Dica 4: Não compre tentações.
Deixe os biscoitos, bolos, pizzas congeladas e tentações do tipo nas prateleiras e geladeiras do supermercado. Será mais fácil resistir às guloseimas se  elas estiverem longe da sua casa.

Dica 5: Planeje suas refeições.
Se você tem um evento à noite, reduza as calorias do almoço e faça um lanche no fim da tarde para não enfiar o pé na jaca na noitada. Se vai ter um dia corrido, leve um sanduíche saudável ou um congelado light para o almoço. Planejamento é fundamental para tudo. Não seria diferente na dieta.

Dica 6: Evite as gôndolas de biscoitos, pães e chocolates.
O que os olhos não vêem, o coração não sente e você não compra.

Dica 7: Beba água.
A revista Boa Forma deste mês traz uma reportagem sobre o poder emagrecedor da água. Ela engana a fome, acelera o metabolismo quando é consumida gelada e faz um bem danado para sua saúde e sua beleza.

Dica 8: Treine certo, sem excesso.
Se o seu treino for intenso, ele não precisará ser demorado. Otimize o tempo de descanso, faça um aeróbico intervalado. Atue no ápice da sua força e do seu batimento cardíaco. Fazendo isso você terá resultado sem precisar passar horas na academia

Dica 9: Coma fibras.
Elas dão saciedade, controlam o colesterol e beneficiam a digestão.

Fórmula para uma barriga reta e sarada

1 set
Muitas pessoas me perguntam o que devem fazer para ter uma barriga perfeita. Infelizmente, não existe fórmula mágica. Mesmo que você faça uma lipo, você precisará das três dicas abaixo para manter a “barriguinha reta” que a cirurgia te trouxe.
Então, mãos à obra e prepare-se para os elogios. Ainda faltam três meses para o verão. Dá tempo de conquistar este objetivo antes de 2008 terminar. 

1. Exercícios aeróbicos: 

Você pode ter o abdômen mais musculoso do mundo que, dependendo da camada de gordura que o cobre, ninguém verá. Então, para se livrar destas gordurinhas a mais, você não pode fugir do treino aeróbico. 

Transforme a esteira, a ergométrica, o elíptico e todos os outros aparelhos aeróbicos em seus melhores aliados. Não tem dinheiro para academia nem para estes aparelhos? Corra na rua, pule corda, suba escadas. Não faltam opções para quem quer perder gordura de verdade!

Outro ponto importante: o treinamento precisa ser feito com regularidade e intensidade. No mínimo de 3 a 4 vezes por semana para criar um deficit de calorias que faça seu corpo perder gordura. 

2. Alimentação equilibrada: 

Se continuar comendo de forma inadequada, não importa quanto exercício você faz: seus esforços irão por água abaixo! A fórmula é simples, se no final do dia o número de calorias que você comer for maior que o de calorias gastas, você engordará.

Coma de 5 a 6 vezes por dia e tenha sempre algum lanchinho saudável à mão. Pequenas e freqüentes refeições vão manter seu metabolismo funcionando adequadamente e impedirão a fome excessiva, que faz você perder o controle.
Faça refeições balancedas. O ideal, se você faz treinos de força, é dividir suas calorias diárias assim: 50% devem vir de proteínas, 40%, de carboidratos e 10% apenas, de gorduras. Se você não come muita carne ou é vegetariana, sugiro reforçar sua dose diária de proteína com whey protein.

Na hora de escolher os carboidratos, evite os açúcares simples: bolos, biscoitos e outras besteirinhas deliciosas, mas nada nutritivas.

Beba ao menos 2 litros de água por dia. Isso ajudará seu organismo na absorção de nutrientes e melhorará sua digestão, agilizando a eliminação de toxinas. 

3. Abdominais: 

Não poderiam faltar! Este componente da fórmula começa com uma pergunta: sua série de abdominais tem quantas repetições? 20? 30? 50? Espero que não. Se você não faz isso nos exercícios de braços e pernas, por que faria com o seu abdômen?

O abdômen também é formado por músculos, que devem ser estimulados da mesma forma que bíceps, tríceps, quadríceps. Portanto, para aumentar a intensidade do treino, coloque mais carga.

Com esta fórmula simples (mas nada mágica), você vai desfilar com um abdômen perfeito no próximo verão.

P.S. Fiquei muito tempo sem escrever e espero voltar a manter a regularidade dos posts. Escolhi hoje, dia 1º de setembro, por ser o dia do profissional de Educação Física e por faltarem 3 meses para o início do verão. 12 semanas de treino e dieta podem fazer milhares por sua auto-estima! Pense nisso, anime-se e comece já.
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 89 outros seguidores